Publicidade

Controle de Vetores de Matão combate irregularidades em residências

1518636739047Nova epidemia de dengue é avaliada na cidade devido ao alto índice larvário registrado em teste

A Prefeitura de Matão, por meio da Secretaria de Saúde, registra alto índice de larvas nas residências do município. Vale lembrar que a fiscalização é feita pelos agentes de combate às endemias. As larvas são provenientes do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Neste ano, o Controle de Vetores realizou um plano de ação que prioriza os bairros onde se tem maior índice larvário.

O plano de ação desenvolvido pelo Controle de Vetores de Matão é constituído por vistorias regulares dos agentes em todas as residências do município. As vistorias são quinzenais nos imóveis especiais, como escolas, creches e clubes, além de outros pontos estratégicos, como borracharias, indústrias e ferro velho. Ainda acontece o recolhimento de pneus em oficinas duas vezes por semana. Arrastões também são realizados na cidade para recolhimento de criadouros acumulados nas casas. Agentes de combate às endemias tem encontrado irregularidades durante as vistorias, que resultam no acúmulo de água em recipientes inadequados, incentivando a proliferação do mosquito.

A equipe do Controle de Vetores ressalta que o ciclo de vida do Aedes aegypti, do ovo à fase adulta, leva de sete a dez dias. Caso a verificação e a eliminação dos criadouros seja realizada uma vez por semana, é possível interromper este processo. Para eficácia do movimento de vistorias e impedimento de infestação do mosquito, foi feita a contratação de mais quatro agentes de combate, a fim de agilizar o trabalho desenvolvido pela equipe. Segundo o secretário de Saúde, Dr. João Guimarães Junqueira Neto, a cidade pode registrar uma nova epidemia de dengue por conta do alto índice larvário registrado na ADL (Avaliação de Densidade Larvária), que mostra a infestação do mosquito transmissor da dengue. “Neste ano foi confirmado apenas um caso de dengue no município no mês de janeiro. Porém, temos quatro casos aguardando resultado, sendo que dois testes de sorologia serão refeitos por terem dado resultados inconclusivos. Não há casos confirmados de zika vírus e febre Chikungunya até o momento, mas devemos ficar atentos ao acúmulo de água em recipientes nas residências, já que corremos o risco de ter a epidemia de dengue em Matão”, destaca.

Para que a equipe de Controle de Vetores consiga realizar as vistorias e conter o surto de dengue na cidade, é preciso a colaboração de todos os munícipes. O Departamento de Vigilância Sanitária solicita que o morador facilite a vistoria, citando alguns atos que ajudam no combater à dengue: deixar os agentes identificados adentrarem sua casa; mostrar todos os objetos e possíveis criadouros como vasos de plantas com água, pneus, garrafas pet ou qualquer objeto que possa juntar água; ao receber a visita da equipe da vigilância, ajude no trabalho dos profissionais; e, se tiver cães em casa, prenda-os para evitar que os agentes sejam atacados.  

Pesquise no Site

Publicidade