Publicidade

Nota: Diocese de São Carlos; Caso Padre Edson Maurício

Diocese-Site1-700x399Diante das imagens e fatos atribuídas ao Pe. Edson Maurício, Padre da Diocese de São Carlos, vimos ao público esclarecer que medidas canônicas foram adotadas de imediato.

Tendo por base o Cânon 1395, parágrafos 1 e 2, do Código de Direito Canônico, o padre foi suspenso de todas e quaisquer atividades, incluindo o ofício de Pároco da Paróquia de Santo Expedito, na cidade de Matão.

A Diocese de São Carlos, na pessoa de seu Bispo, Dom Paulo Cezar Costa, lamenta e humildemente pede desculpas aos fiéis católicos, aos homens e mulheres de boa vontade, por este ato isolado contra conduta moral e os valores evangélicos; de maneira particular aos fiéis da Paróquia de Santo Expedito, diante desta situação de escândalo causada pela ação do padre.

Reafirmamos que a Diocese de São Carlos não compactua com atitudes que possam gerar o contratestemunho dos valores de Jesus Cristo e de sua Igreja.

O padre segue a disposição da justiça para esclarecimento do caso. A Diocese de São Carlos reafirma os valores e as qualidades presentes nos padres que compõem o seu Clero, homens que se doam com alegria no testemunho de Jesus Cristo, na Evangelização e na Missão.

Temos um compromisso com a sociedade. Este compromisso visa dignificar as pessoas e reavivar a esperança. Pautados na Palavra e na Missão, seguiremos no árduo trabalho de superar os desafios e promover a unidade, com transparência e princípios evangélicos.

São Carlos, 22 de fevereiro de 2018.

Pe. Robson Caramano

Assessor de Comunicação e Imprensa da Diocese de São Carlos

Diocese-Site1-700x399

 

Pesquise no Site

Publicidade